Wiki Tips and Tricks Brasil - Português

Iluminação para cozinha: a combinação necessária de eficiência e design

Veja como acertar na iluminação para cozinha e deixe o ambiente mais aconchegante e agradável.

Atualizado

Escrito por Mariana Marques

Iluminação para cozinha

Ter uma cozinha projetada e elegante é o sonho de qualquer pessoa que adquire a casa própria. Design moderno, aparelhos de última geração, pias grandes em mármore, armários embutidos: todos esses detalhes juntos são o sonho de consumo que, juntos, compõem a cozinha ideal. Um aspecto igualmente importante e que pode passar despercebido, entretanto, é a iluminação para cozinha.

Além de realçar a beleza do ambiente, as luzes precisam transmitir conforto e segurança. Por isso, separamos, hoje, algumas dicas para acertar na escolha da iluminação na sua cozinha.

Quais os projetos mais comuns de cozinha?

Antes de falarmos sobre iluminação de cozinha, que tal saber um pouco mais sobre os modelos de cozinha mais utilizados? Existem basicamente cinco tipos de projetos para cozinha, sendo eles: linear, com ilha, em U, paralela e em L. A escolha do design ideal varia de acordo com o tamanho da área, perfil familiar, o número de moradores, economia e, é claro, o desejo do cliente.  

A cozinha linear é utilizada para espaços amplos. Nela, a pia fica localizada entre o fogão e a geladeira, servindo de apoio para as tarefas domésticas. 

Já a cozinha com ilha, forma-se um triangulo entre pia, geladeira e fogão. Geralmente, coloca-se uma mesa ao meio para a realização das refeições. Muito utilizada em espaços gourmet, nos quais acontecem mais interação, com degustação, por exemplo, enquanto o cozinheiro pode conversar e preparar os pratos ao mesmo tempo. 

O formato em U permite a circulação mais fácil e bem distribuída, objetivando-se a melhor disposição dos móveis, transmitindo equilíbrio aos habitantes. 

No caso da cozinha paralela, o fogão fica ao lado da pia e a geladeira do lado oposto. Costuma-se colocar a mesa para refeições entre eles para maximizar o espaço.

Enquete

Por causa da pandemia, muitas pessoas mudaram seus hábitos de limpeza. Em relação aos alimentos, você higieniza frutas e legumes antes do consumo?

0 votos

Por último, o desenho em L é recomendado para espaços pequenos, com a pia, geladeira e fogão nos cantos, formando um triangulo com a mesa próxima.  

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os principais tipos de cozinha possíveis quando falamos sobre decoração e otimização de ambientes, vamos ensinar como tornar a iluminação na cozinha mais agradável e funcional.  

Qual a iluminação correta para cada parte?

Para obter a máxima eficiência em iluminação, é preciso separar a cozinha por partes, com o tipo correto de acordo com cada necessidade. Existem basicamente dois tipos de luz: a quente e a fria.

A luz quente é indicada para locais onde o foco é realizar refeições rápidas, receber convidados. Ela tem o poder de tornar o clima mais aconchegante. A luz fria, por outro lado, é indicada para contrastar o ambiente, garantir maior visibilidade e facilidade para encontrar objetos. 

Iluminação de teto para cozinha

A iluminação de teto pode ser realizada por meio de pendentes direcionados para mesas, spots em locais estratégicos de passagem, e faixas de leds embutidas nos cantos para realçar detalhes.

Iluminação para armários de cozinha

Como a iluminação de teto, pode se fazer uso de spots e faixas de led para os móveis da cozinha. Os spots podem ser fixados abaixo de armários embutidos para facilitar a visualização e as faixas podem ser colocadas no interior dos armários para localizar objetos. 

Iluminação para bancada de cozinha

As faixas de led são ideais para decorar bancadas. Elas podem ser inseridas abaixo, facilitando sua visualização e realçando a beleza das peças. 

Para garantir a melhor iluminação do ambiente, é preciso ter harmonia entre os componentes. Aposte em variados tipos de iluminação, de acordo com cada detalhe presente na cozinha.

Prefira ser minimalista quando o assunto são acessórios de luz. O exagero de pontos pode cansar a vista e trazer desconforto no ambiente. Nesses casos, a utilização de dimmers, para aumentar ou diminuir a intensidade de luz na cozinha, é recomendada.

Dúvidas frequentes sobre iluminação para cozinha

De que forma posso compor a iluminação para cozinha americana?

A iluminação de uma cozinha americana requer cuidados especiais. Por estar em contato com a sala, é um dos primeiros ambientes observados por convidados e reflete o bom gosto dos habitantes. O ideal é garantir uma iluminação eficiente, mas sem exagerar nos pontos de luz. Pendentes sobre as mesas, fitas de led abaixo das bancadas, e alguns spots em locais estratégicos garantem harmonia ao ambiente e conferem um clima de modernidade.

Como fazer a iluminação de cozinhas modernas?

As cozinhas modernas precisam mesclar luz quente e luz fria. A quente pode ser utilizada em pendentes sobre mesas de jantar para garantir um ambiente mais confortável e íntimo, enquanto as luzes frias devem realçar os aparelhos modernos e sofisticados. Faixas de led fixadas nos cantos do teto e bancadas aumentam a sensação de espaço e tornam os detalhes da cozinha mais visíveis. Criar diferentes pontos de iluminação podem ser úteis para abrilhantar cada parte conforme o uso.

Qual a iluminação ideal para a minha cozinha?

A iluminação de uma cozinha varia conforme o projeto, a disposição dos móveis e eletrodomésticos, a utilização do ambiente, o perfil dos habitantes e diversas outras questões. A iluminação ideal é aquela que transmite conforto e eficiência. Evite utilizar apenas um ponto de luz para clarear o ambiente. O recomendado é criar um pequeno espaço para cada situação, dividindo a cozinha em partes para tornar o ambiente mais agradável. Sempre que possível, utilize a luz natural: além de ser mais econômico, transmite paz, leveza e maior sensação de arejabilidade.

Publicado originalmente